Criar consciência situacional é um bom negócio

Para ter eficiência nas operações, uma organização deve integrar as áreas e preparar as equipes com consciência situacional em tempo real para melhorar a tomada de decisões.

Quando o ex-presidente da IBM, Thomas Watson Jr., disse aos alunos da Wharton em 1973 que "um bom design é um bom negócio", a ideia parecia exagerada e até mesmo um pouco boba. A simbiose entre design e negócios que Watson defendia naquela época era mais uma profecia do que realidade. Hoje, a inovação está intimamente vinculada ao design, e um bom design transformou-se em uma ferramenta crucial para combater a comoditização. Pesquisas demonstraram que a experiência do usuário é um diferencial importante tanto em produtos quanto em processos. Por quê? Porque melhorar a experiência geral do usuário é bom para os negócios.

HMI e SCADA promovem a consciência situacional

Experiências de usuário eficazes não são obras do acaso. Elas são implementadas intencionalmente por meio de processos de design meticulosos para criar soluções que atendam às necessidades tanto da empresa quanto do usuário, resultando em sistemas cujo uso é intuitivo, útil e agradável. O mesmo se aplica aos sistemas HMI/SCADA, em que os dados brutos e as informações processadas costumam ficar isolados, e há uma grande necessidade de reunir esses recursos no contexto, para que os usuários tomem decisões mais fundamentadas.

A "troca da guarda" que ocorre na força de trabalho industrial está aumentando ainda mais o impulso para um design melhor, pois os novos trabalhadores esperam que os aplicativos industriais sejam tão fáceis de usar quanto os de consumo. Essa nova geração que está entrando na força de trabalho sempre teve intimidade com computadores, questiona a situação atual e não está disposta a aceitar as restrições das tecnologias de ontem. Essa geração não irá tolerar que os aplicativos usados para as tarefas diárias fundamentais tenham usabilidade insatisfatória, pois já interagem diariamente com produtos de software excepcionais fora do trabalho.

Consciência situacional na intersecção entre aparência, sensação e usabilidade

Sistemas que têm apenas uma bela estética ou são muito limitantes não vão satisfazer os usuários finais. Uma experiência de usuário insatisfatória limita a eficiência operacional e traz muitos efeitos negativos, como:

  • Alarmes incômodos.
  • Sobrecarga de informações inúteis.
  • Fadiga do operador.
  • Diminuição da produtividade.
  • Piora no tempo de resposta.
  • Maior número de erros.
  • Exigências de treinamento adicional.
  • Baixa satisfação no trabalho.
  • Rotatividade de funcionários.

Os sistemas HMI ou SCADA proporcionam uma experiência de usuário satisfatória e a maior consciência situacional quando funcionam na interseção entre aparência concisa, sensação intuitiva e usabilidade eficiente. As informações contextuais certas, disponibilizadas em tempo real aos trabalhadores que precisam delas, capacitam esses trabalhadores e permitem que eles melhorem a eficiência e a produtividade.

Isso vale para todos os membros da equipe em muitos setores industriais, inclusive bens de consumo rápido, energia, produtos químicos etc.

A AVEVA pode ajudar a criar consciência situacional por meio de modernas tecnologias digitais de visualização de processos. Oferecer o que os usuários finais precisam para alcançar a excelência operacional é crucial para alcançar máxima produção, eficiência, gerenciamento de ativos, qualidade, conformidade e uma força de trabalho satisfeita.

Saiba como a AVEVA pode ajudar a melhorar a consciência situacional da sua equipe.



Inscreva-se para receber informações atualizadas

Inscreva-se em nosso newsletter informativo e receba todas as informações mais recentes, diretamente da fonte.

Inscreva-se hoje mesmo